Header Ads

test

Saídos da Rádio | Ciro Cruz



Seja bem-vindo a mais uma edição do Saídos da Rádio, a rubrica do Fantastic onde damos a conhecer novos talentos da música portuguesa. Nesta 12ª edição da segunda temporada, Ciro Cruz é o nosso convidado.

ENTREVISTA

Music é o título do seu novo álbum. Porquê a escolha deste nome tão genérico e que, ao mesmo tempo, é tão específico naquilo que pretende dizer?  
O nome Music foi escolhido por se tratar de um álbum feito sem uma preocupação de seguir nenhum estilo musical
 
O álbum é composto “por temas cheios de histórias” da sua vida. De que forma as suas experiências o inspiram na composição e nas letras dos seus temas?  
A inspiração vem com as memórias, e a composição acontece quando estou a tocar com o meu baixo e coincidem com os momentos das lembranças de minha vida
 
Pedro Jóia, Vicky Marques, MC Zuca ou Diogo Duque são apenas alguns dos convidados deste seu álbum. Quão importante é para si ter outros músicos a colaborar nos seus projetos?  
É super importante ter convidados como os citados. São músicos que deixam sua marca nas musicas. Uma espécie de assinatura musical.



O Ciro Cruz é baixista. Quando decidiu lançar-se a solo, porquê essa opção? 
Eu sempre fui baixista e toquei com vários artistas durante quase toda a minha vida. Mas só em 2013, quando me foi diagnosticada uma Leucemia, é que me dei conta que eu nunca tinha investido em um projeto só meu. Estive 8 meses internado no hospital a fazer quimioterapia e dezenas de transfusões de sangue. Durante este período comecei a compor os temas na cama do hospital e guardava as ideias no telemóvel e resolvi que se eu conseguisse sair vivo do hospital eu iria gravar um álbum. Foi o Groove Inside em 2014, o Mandá-la em 2015 e agora o Music 2016. E assim será...

Apesar do projeto a solo, trabalham consigo Filipe Chaves na bateria e Nuno Tavares nos teclados. Como surgiu esta formação?  
As formações vão com o tempo sofrendo alterações por causa da vida pessoal e profissional de cada músico.

http://www.lasics.uminho.pt/comumonline/wp-content/uploads/2016/07/destaque-e1468092502611-410x201.jpg

Fez parte dos MR Groove e o tema “I Always Need to Dance” é uma releitura de um tema lançado pelo grupo em 1996. Porquê este “regresso ao passado”?  
O disco do MR Groove é um disco composto com 80% dos temas feitos por mim. E achei que valia a pena mostrar alguma coisa a quem não teve acesso a primeira edição.

Este é o seu single de apresentação, que interpreta ao lado de Cherry. Como é que o público tem reagido a esta e às outras músicas? 
O público tem reagido muito bem apesar de ser cedo. O álbum foi lançado a menos de um mês mas acho que ainda vai acontecer muita coisa.

O que podemos esperar do Ciro Cruz nos próximos tempos?  
Muito trabalho, música, novos projetos.

Saídos da Rádio - T2 | Edição 12
Outubro de 2016
Convidado: Ciro Cruz
Entrevista: André Pereira
Agradecimentos: Farol Música
 

Sem comentários:

Com tecnologia do Blogger.