Header Ads

Conheça o final de Catarina em "Coração D'Ouro"


Coração D'Ouro aproxima-se a passos largos do último episódio. Catarina, personagem interpretada por Mariana Pacheco, terá um final trágico. A vilã da história terá o fim que merece, mas antes acaba por fazer a sua última vítima.

Tudo começa quando Catarina chega ao hotel antes da hora marcada vestida de executiva e aplica a pistola taser que comprou em Henrique. Depois leva-o para a casa de banho, despe-o e coloca-o na banheira cheia de água. Entretanto vai ao banco. Alega que é filha de Henrique e que o pai não pode estar presente. O funcionário do banco tenta ligar para Henrique mas ele, morto, não atende. 

No hotel, a empregada dá conta de que o cliente está morto quando lhe vai levar o fato que supostamente deveria levar vestido à reunião. Entretanto, no banco, sem conseguir falar com Henrique mas estando Catarina na posse dos códigos, o funcionário entrega-lhe uma mala com 8 milhões de euros.

No entanto, não terá oportunidade para gozar o dinheiro. Já no aeroporto, quando se prepara para levantar voo num jacto particular, Catarina é interceptada pela polícia e detida pelo homicídio de Henrique. É levada ao tribunal e condenada à pena de morte.

No interior do presídio, Catarina recebe a visita de um padre português que a incentiva a arrepender-se e a dizer-lhe o que vai na alma. Mas Catarina diz-lhe que o único arrependimento que tem é de não ter sido mais inteligente e de se ter deixado apanhar. De resto, adianta que não apresentou recursos porque não ia viver durante 20 anos uma vida de miséria. Assim sendo, prefere morrer. O padre percebe que nada há a fazer.

Beatriz, entretanto, confirma que a execução vai mesmo realizar-se e Jéssica dá a notícia.
Apesar de tudo, Inês e João respiram de alívio porque Catarina não poderá fazer mal ao filho Francisco.

Catarina é levada pelo corredor da morte. Apresenta-se tranquila e quando lhe perguntam se quer dizer as últimas palavras fica em silêncio. Mas quando lhe começam a introduzir na veia o soro da morte, parece-lhe ver na assistência o rosto da mãe e em desespero grita por ela duas vezes, até deixar de respirar e ser dada como morta.

Sem comentários