Header Ads

Tânia Guedes vence prémio internacional em Espanha


Tânia Guedes venceu o 3ºlugar no Festival Muzalat, em Espanha. Este é o sexto prémio que Portugal vence em festivais internacionais de Dança Oriental no ano de 2017. 

A bailarina lisboeta Tânia Guedes, de 26 anos, é a primeira portuguesa a vencer um prémio neste festival, tendo já sido premiada em 2017 com o 1ºlugar no Festival Dancing World (Portugal) e com o seu grupo Mahasin no Bellyquality, em Espanha.

Para além de Tânia, na categoria Solo Profissional competiram quinze bailarinas de várias nacionalidades, entre elas Sara Romero, de Espanha (2ºlugar) e Daria Ryzhkova, da Rússia (1ºlugar). Os prémios foram atribuídos pelas bailarinas Anna Borisova, da Rússia, Aziza dos Estados Unidos da América e Orit Maftsir.



Na mesma categoria participaram também as portuenses Catarina Mavilde e Joana Coelho, vencedoras de cinco prémios a solo e em grupo em 2017.

Ao longo deste ano, Portugal já venceu vários prémios a nível internacional . O prémio de Tânia Guedes junta-se ao 1ºlugar de Catarina Branco no Internacional Summer Bellydance Festival (Holanda) e ao 2ºlugar na Categoria Master no Bellyquality (Espanha). Em grupos, foi atribuído o 1ºlugar em Espanha às Raqs Aini (Aini Ya Aini) e às Mahasin (Bellyquality) e às She Moves, em França (Oriental Marathon Festival).

Actuação vencedora de Tânia Guedes no Festival Dancing World, na Figueira da Foz:


Actuação que deu o 1ºlugar no Bellyquality 2017 ao grupo português Mahasin (Ana Caria, Catarina Branco e Tânia Guedes):

                                          

Sem comentários