Header Ads

Júlio Resende e Júlio Machado Vaz levam "Poesia Homónima" a Matosinhos este sábado


Um pianista, dois poetas e uma voz. São estes os ingredientes principais do espetáculo Poesia Homónima por Júlio Resende e Júlio Machado Vaz, que decorre este sábado, dia 18 de novembro, às 21h30, no Teatro Municipal Constantino Nery, de Matosinhos.

Este espetáculo junta a música de Júlio Resende, a poesia de Eugénio de Andrade e de Gonçalo M. Tavares, e a voz do psiquiatra, escritor e comunicador Júlio Machado Vaz. "Poesia Homónima” é uma espécie de (des)concerto que explora o olhar distinto dos dois Júlios sobre a poesia.

O espetáculo nasceu de um desafio: Júlio Machado Vaz disse a Júlio Resende que ele devia compor alguma música para os poemas do seu amor literário, Eugénio de Andrade. O pianista respondeu que só o faria se fosse o psiquiatra a dizer os poemas. O sexólogo, não temendo tabus, aceitou. Os ensaios e desconcertos deram origem a um disco, do qual se fez um concerto que tem percorrido diversas salas do país.

Emotivo, emocionado e construído a partir dos afetos literários de Júlio Resende e Júlio Machado Vaz, Poesia Homónima por Júlio Resende e Júlio Machado Vaz junta um psiquiatra/sexólogo enamorado pelas palavras, autor de mais de uma dezena de livros, e um dos mais importantes músicos e compositores portugueses da nova geração, colaborador regular de nomes como Maria João, Ana Moura, Ana Bacalhau, Salvador Sobral ou Perico Sambeat, entre outros.

O preço dos bilhetes é de 7,50€. Para crianças até aos 14 anos, estudantes e maiores de 65 anos, o ingresso tem um custo de 5€. Existe ainda um desconto de 20% para compras superiores a 10 bilhetes.


Sem comentários