Televisão Nacional

test

Vale do Fim | Capítulo 36 (Parte 3)

 
Também disponível no Wattpad em http://goo.gl/uVVbsb 

Capítulo 36 (Parte 3) - As Últimas horas antes do fim

Era de madrugada, mas Peter não conseguia pregar olho. Por essa razão preferiu olhar pela milésima vez para a planta da Área X. Ele achava que se soubesse a localização de cada divisão ao pormenor eles tinham mais chances de escapar sãos e salvos. Aquele mapa, dado por Santiago, apresentava todas as divisões que compunham a Área X, mesmo as zonas escondidas, como era o caso da porta secreta no quarto da Ovelha que os levava a uma área bastante restrita.
Observava a planta, mas não conseguia ter nenhuma ideia de refúgio. Ele tentava colocar-se na pele de George, tentava pensar no que ele pensaria se soubesse que mais dia menos dia a Rebelião iria invadir a sala de controlo para a acabar com o seu domínio. Ele iria usar o seu trunfo, os seus milhares de trunfos, ele iria encher todas as partes da Área X de Híbridos. Um homem tão inteligente, cheio de novas tecnologias, ele nunca iria deixar em aberta uma falha de segurança que fosse visível através daquele mapa. Provavelmente essa falha seria inexistente, provavelmente aquilo era uma missão suicida, uma missão que nenhum dos três que ali se encontravam iria conseguir completar.
Adão encontrava-se ao pé dele. Observava a planta, mas não pronunciava qualquer palavra. Por breves momentos a sua mente recuou atrás. Estava no palácio de Buckingham ao lado daqueles clones, todos eles semelhantes ao rapaz que estava ali na sala naquele momento com ele. Voltou a concentrar-se na planta, mas foi impossível não olhar novamente para o rapaz. Ele era igual a eles, ele tinha os mesmos poderes que eles, ele tinha a mesma possibilidade de ser controlado! Naquele momento a escolha de Santiago não fazia sentido… a não ser que ele estivesse com o pai, a não ser que ele quisesse dominar o mundo com ele! Peter acabou por abanar a cabeça negativamente, isso não podia ser possível, ele estava a delirar. Esse gesto acabou por chamar a atenção do rapaz.
- Passasse alguma coisa? – Perguntou Adão ao vê-lo assim.
- Não, estou apenas nervoso, só isso!
Infelizmente não era. Há medida que a hora decisiva se aproximava, Peter estava cada vez mais desesperado, cada vez mais sem saber o que fazer. Todos os cenários mais bizarros vinham-lhe à cabeça. Ele sabia que Santiago não era um traidor, mas até isso lhe veio à memória, fazendo-o sentir-se culpado por até suspeitar do rapaz e de Adão. Ele soube toda a história sobre o hibrido, e sentiu-se triste por pensar que aquele rapaz que tanto sofrera durante a sua existência pudesse ser um ser maligno. O seu medo era George arranjar uma forma de o controlar também, assim que ele chegasse à Área X. Santiago dissera-lhe que antes da primeira invasão de George, quando ele os ordenou que partissem dali, Santiago danificou o chip, mas, e se ele tivesse outra hipótese de o conseguir? Essa era a pergunta que não se queria calar na mente de Peter.
O telemóvel tocou. O telemóvel de Peter tinha naquele momento uma mensagem. Era a mensagem que ele temia, embora fosse necessária. Era a mensagem a confirmar a chegada de George a Vale do Fim, que o seu avião supersónico estava a sobrevoar os céus da aldeia. Era naquele momento que eles tinham de agir antes que os híbridos começassem a destruir tudo e matassem todos os membros da Rebelião.
- Está na hora! Estão preparados?! – Exclamou Peter, sabendo que nunca ninguém iria estar preparado para um acontecimento daqueles. – O George já está em Vale do Fim, se não conseguirmos acabar com os híbridos algo muito mau pode acontecer por lá!
Seguiram as coordenadas que Santiago lhes dera e em pouco mais de trinta minutos chegaram ao descampado. Uma grande parcela de terreno que, se não tivesse domínio de George, provavelmente seria uma grande construção habitacional. Era um local muito perto da cidade, com bons acessos à capital, era sem dúvida um bom negócio para as empresas de construção. George nunca deixaria isso acontecer, mas se eles terminassem com sucesso aquilo que iriam ali fazer, ele seria preso, ele iria pagar por tudo aquilo que fizera ao mundo.
- Estão preparados? – Voltou Peter a perguntar. Daquela vez tirara uma espécie de controlo remoto, que, estando à distancia certa, abriria uma entrada no subsolo, onde poderiam entrar como os autocarros antigamente entravam.
Adão e Will acenaram com a cabeça, afirmativamente, embora os três estivessem completamente aterrados com o que ia acontecer ali. Ao descerem àquele submundo, poderiam não ver mais a luz do sol e isso fazia-os recuar um pouco da entrada. Peter tomou a iniciativa e desceu uma boa distancia, começando a ver as luzes a começarem-se a ligar ao longo do extenso túnel. Os outros dois acabaram por acompanhá-lo. Á medida que os sensores tomavam conhecimento da sua existência, as luzes iam ligando, embora durante mais de cinco minutos de caminhada ele nunca tenha visto um fim.
Foram precisos cerca de sete minutos para um grande portão se abrir e Adão anunciar que tinham chegado à entrada principal. O rapaz lembrava-se de ali ter estado na sua última vez, antes de ter de fugir para Vale do Fim.
Um hibrido caminhava por ali, sozinho. Ele vira-os. Antes que ele soltasse algum tipo de som, Will agarrou-o e tapou-lhe a boca. Assim, foram os quatro caminhando pela Área X. Adão ajudava Will a levar o outro hibrido para que ele não conseguisse avisar ninguém.
Infelizmente não foram precisos avisos. Quando começaram a sentir o chão a tremer olharam para trás. Apenas centenas de pessoas a correr ao mesmo tempo podiam fazer aquele efeito ao solo. Os híbridos estavam mesmo ali em cima deles. Não tiveram outra alternativa senão entrar na primeira porta que viram. Acabaram por entrar no Quarto da Ovelha. Tinha sido uma sorte, se não conseguissem fugir, ao menos poderiam tentar escapar pela saída alternativa. A porta era blindada, mas provavelmente não iria resistir à força de tantos clones. Will e Adão puxavam tudo o que conseguiam para que tivessem uma boa manobra de tempo para ver o que poderiam fazer.
O hibrido que tinham levado consigo estava a começar a reagir e Peter não conseguia detê-lo sozinho. Adão acabou por esmorrá-lo várias vezes até ele ficar inconsciente. O segurança sabia que aquele clone podia ser uma salvação para eles… ou ser então o fracasso da missão.
A agonia dos três começou novamente quando a porta começou a abanar. Peter sabia que uma porta blindada não cedia facilmente, mas eles eram mais de uma centena, eles tinham força para a rebentar em menos de nada. Peter e os outros tinham de pensar o mais rapidamente possível no que fazer. Se eles arrombassem aquela porta… era o fim!

Sem comentários:

Com tecnologia do Blogger.