Header Ads

test

"Ministério do Tempo" viaja até 1553 para salvar Camões



Ministério do Tempo é a nova aposta da RTP1 nas noites de segunda-feira. No segundo episódio, que vai para o ar no dia 9 de janeiro, pelas 21h00,  viajamos no tempo até 1553. Luiz Vaz de Camões é o protagonista.
 
No capítulo intitulado “Tempo de Glória”, Ernesto recebe um fax enviado de 1553 por Antão Teles de Menezes, agente do Ministério, que revela a lista de passageiros da Nau São Bento. Nela devia constar o nome de Luiz Vaz de Camões. Mas por alguma razão ainda desconhecida, a história foi alterada. Se nada for feito, o grande poeta morrerá antes de chegar à India, sem escrever a sua grande obra, Os Lusíadas.



Tiago usa o telemóvel do Ministério para falar com Mariana no passado e é ele próprio, na sua versão de 2013, quem atende. É censurado por Amélia e Afonso. Salvador fala de Camões à patrulha e Amélia mostra ser uma admiradora do seu trabalho. A missão parece simples. Viajar até Lisboa, ano 1553, encontrar Luiz Vaz de Camões e garantir que embarca na nau correta.

A patrulha viaja no tempo até 1553. Fica estupefacta com a Lisboa que encontra. Para Amélia e Tiago é uma Lisboa totalmente diferente, pois ainda não foi destruída pelo terramoto. A patrulha divide-se e dá início à missão que os trouxe até 1553. No decorrer da missão vão ser surpreendidos com novos factos e perigos desconhecidos.

Sem comentários:

Com tecnologia do Blogger.