Header Ads

test

Vale do Fim | Capítulo 8 (Parte 2)

Também disponível no Wattpad em http://goo.gl/uVVbsb
Para ler, todas as segundas, quintas e sábados

Capítulo 8 - Projecto CM (Parte 2)

Quando August viu o carro onde Alina e George seguiam em direcção ao convento se afastar seguiu a pé até ao apartamento alugado por ambos para tratar dos assuntos que ainda tinham pendentes em Bucareste. A capital Romena trazia más recordações a ele. Fora o local onde encontraram o irmão morto. Uns diziam que ele tinha morrido de overdose, mas tanto August como George sabiam que isso era mentira. Aquela mulher que agora dizia ser Madre Superiora tinha-o morto porque ele escolhera a mãe de Alina a ela. Essa parte iria ser omitida de Alina para que ela não soubesse a verdadeira razão pela qual eles a queriam morta. A ela apenas cabia saber que ela foi a causa do futuro miserável que ela teve. A raiva ia fazer com que o soro injectado controlasse melhor a sua mente.
   
Chegou a casa e pegou num copo e bebeu um pouco de Whisky. Mesmo com pressa para saírem dali, August tinha de festejar o maior passo dado até ali. Tinham o Projecto CM, agora poderiam partir para o outro Projecto, um mais ambicioso, o da mutação genética. Ainda não tinham escolhido o local, embora as escolhas recaíssem para Espanha ou Portugal. Uma aldeia isolada no interior de um desses países era o sítio perfeito para que a experiencia ocorresse sem dar muito nas vistas. O que ia acontecer com os envolvidos era algo que muitos não estavam habituados a ver, eles iam ganhar força, poder, velocidade. Tudo tinha de ocorrer com o maior sigilo possível.
 
Foi até ao quarto que dividia com George para arrumar as roupas dos dois numa mala de viagem que se encontrava por trás da porta. O quarto ficava pequeno com as duas camas e com o grande guarda-vestidos, mas foi o que arranjaram para passar aqueles dez meses em Bucareste. Arrumou primeiro a sua roupa e depois foi até à parte de George. Sabia que quando eles chegassem tinham de sair dali. Uma mulher tinha sido morta no convento e Alina ia ser a principal suspeita, mesmo livrando-se eles do corpo. Estranhamente, George tinha mais roupa no fundo do guarda-vestidos do que pendurada. Quando August tirou toda a roupa encontrou papéis. Não sabia do que se tratava, pensava não haver segredos entre ambos mas a forma como se encontravam pareciam estar escondidos.
Sentou-se na cama e começou a ler a papelada que estava por baixo de toda a roupa de George. Quando leu a quem se destinava aquele relatório August estremeceu. O relatório tinha como nome Projecto Híbrido e estava destinado a ser lido pelo líder dos GDC – God, Deus, Ciência. O GDC era uma organização mundial que actuava nas sombras, poucos eram os que conheciam a sua existência mas eles começavam a ganhar cada vez mais membros. Tal como indica a sigla do grupo eles queriam ser Deus. Iniciou-se com um pequeno grupo de cientistas alucinados que tinham como objectivo dominar o mundo inteiro. August sabia que os principais membros tinham sido presos, embora isso não fizesse sentido, esses cientistas foram influenciando pessoas das mais variadas áreas, a polícia incluída, assim como diversos políticos. O GDC podia actuar sem deixar rasto. E pelos vistos o seu irmão estava a compactuar com eles, o que fazia dele um dos mais perigosos cientistas do GDC. Com o Projecto Híbrido o GDC ia deixar as sombras e causar o caos. August não podia deixar que aquilo acontecesse.
 
Nunca deixarei que ele entregue algo tão poderoso a eles, serei eu a dominar o Projecto Híbrido, serei eu o cientista mais poderoso do mundo e usarei todo o poder do Projecto Híbrido para algo diferente, pensava enquanto lia os objectivos da parceria entre George e os membros do GDC. O objectivo principal era dominar Inglaterra, era lá que George nascera e por isso era lá que iria começar toda a conquista mundial. Uma guerra civil iria suceder em que os Híbridos iam dominar todos aqueles que tentassem lutar contra eles. O resto do mundo iria ser afectado logo de seguida. August não queria isso, não era aquilo que idealizava quando criara o Projecto Híbrido com George.
 
Quando ouviu a porta de entrada se abrir levantou-se da cama e pegou numa arma que tinha na sua mesa-de-cabeceira.
 
- Está feito! – Foi a primeira coisa que George disse quando entrou pelo quarto a dentro com Alina. – Vejo que já meteste algumas coisas na mala, espero que tenhas deixado coisas para eu arrumar, sabes como odeio que mexas nas minhas coisas.
 
August levantou a arma e gritou para que Alina se aproximasse dele. Alina obedeceu, a sua voz tinha o mesmo timbre que George. Ordenou que ela se colocasse atrás dele.
 
- Mas o que vem a ser isto? Ficaste maluco August? – Questionava George sem nada perceber.
 
- Eu encontrei o relatório, sei que pertences ao GDC, sei que vais dar o Projecto Híbrido a eles. Sabes o quanto isso é perigoso para a população mundial? Sabes o risco que isso iria ter para todos o que habitam o planeta?
 
- Eu sabia que não ias entender, por isso escondi isso de ti! Tu sabes como nos podemos tornar os senhores do mundo se isso acontecer?! – Declarou George, deixando Alina e August chocados. George estava sedento pelo poder, August não podia deixar que isso acontecesse, não podia deixar que o Projecto Híbrido caísse nas mãos erradas.
 
Apontou a arma ao joelho de George e disparou o primeiro tiro, o que o fez torcer-se e gemer de dor. Disparou um segundo tiro e de seguida um terceiro. Depois pegou nos papéis e pelo braço de Alina e saíram daquele apartamento a correr, sem rumo, sem destino, apenas com o que tinham vestido. Apanharam um táxi e August deu indicações ao taxista para os levar até ao Aeródromo. Lá entraram num jacto privado, propriedade de August e George.
 
- Como têm um jacto privado? – Questionou Alina surpreendida com tudo aquilo. Os dois homens pareciam uma caixinha de mistérios.
 
- Somos donos de uma pequena fortuna, mas isso agora não interessa para nada, o que interessa é que o George não nos apanhe! Ele não pode conseguir concluir o Projecto Híbrido!
 
- Tu não o mataste? – Perguntou Alina. Não sabia porquê, mas tinha confiança no homem para o tratar por tu.
 
- Não, apenas dei tempo para que conseguíssemos fugir, mas ele não nos vai deixar em paz, temos de ter cuidado.
 
- Ele é assim uma ameaça tão grande?
 
August deu-lhe parte dos papéis, não aqueles em que se explicava ao pormenor o que era o Projecto Hibrido mas sim os que diziam o que eles pretendiam fazer com ele.
    
Alina leu atentamente os papéis e August podia ver as suas reacções enquanto os visionava. Podia ver que ela sentia receio e medo do que estava a ler. E tinha razões para tal, se o que George queria fazer se concretizasse o mundo nunca mais iria ser o mesmo.
 
- Isto é muito grave August, se não mataste o George ele pode conseguir concluir o Projecto Híbrido e essa tal organização mundial camuflada na sociedade pode destruir todo o mundo, destruir a sociedade que conhecemos.
 
- Ele não pode concluir o Projecto Híbrido! – Declarou August com toda a convicção.
 
- Como tens assim tanta certeza? – Questionou Alina.
 
- Porque para concluir o Projecto Híbrido ele precisa de ti Alina, tu és uma das peças-chave!


Continua...
 Vale do Fim - Capítulo 8 (Parte 2)
Por Ricardo Reis


Sem comentários:

Com tecnologia do Blogger.