Header Ads

test

RTP2 estreia "Se Eu Fosse Ladrão Roubava", o último filme de Paulo Rocha



A RTP2 estreia esta sexta-feira, pelas 23h10, o último filme de Paulo Rocha. Se eu Fosse Ladrão Roubava parte da memória familiar e da matéria dos filmes do realizador e revisita as suas origens e as referências maiores da sua vida e obra
Na história, um pequeno lavrador de S. Vicente vê o seu pai morrer com a peste que dizima o País. Alguns anos mais tarde, de todos os irmãos, Vitalino é o mais aguerrido e toma o lugar de homem da casa. Mas a aldeia onde vive é muito pequena para as suas aspirações e decide rumar ao Brasil deixando as suas irmãs encarregadas dos trabalhos da casa. 

Em paralelo com a história de Vitalino entramos no mundo cinematográfico de Paulo Rocha, percorrendo os seus filmes e fantasmas ao longo destes anos. Partindo da memória familiar e da matéria dos seus filmes, Paulo Rocha revisita as suas origens e as referências maiores da sua vida e obra, numa construção fluida e complexa, que é conscientemente testamental embora só indiretamente autobiográfica (ele filma-se através do pai e dos personagens da sua obra). 

O motor inicial do filme é a evocação da infância e juventude do pai do autor, em particular o sonho obsessivo deste, na altura partilhado por muitos, de emigrar para o Brasil, para onde partiu efetivamente em 1909 (embora a cronologia verdadeira, tal como os factos e os nomes, sejam alterados, ou por vezes deslocados, em função das rimas com os outros filmes).

Sem comentários:

Com tecnologia do Blogger.