Header Ads

test

Vale do Fim | Capítulo 3 (Parte 2)

Também disponível no Wattpad em http://goo.gl/uVVbsb
Para ler, todas as segundas, quintas e sábados


Capítulo 3Consequências do Retorno (Parte 2)
    
August acordou bem cedo. Tinha de ir para aquele local que parecia um laboratório. Não era bem um laboratório, pois era tudo improvisado. Tratava-se de um grande barracão abandonado há vários anos. Quando Joaquim vendeu a população como cobaias ao grupo de cientistas liderado por ele, transformaram o grande barracão num laboratório aceitável, onde se esperava que se realizassem as maiores experiências da história da humanidade.
    
Ligou o seu rádio que estava na mesa-de-cabeceira. Gostava de o ligar todas as manhãs, na estação de rádio regional. Gostava de ouvir a música que passava e, sobretudo, as noticias que informavam o que se passava na região em que vivia há nove meses. Naquele momento já sabia falar aceitavelmente o idioma, assim como os outros cientistas que o acompanhavam.
    
Quando menos esperava, uma notícia fê-lo saltar da cama, aquela que dava conta de um menino que acordou no seu próprio funeral. Não foi preciso muito para August perceber que o menino a que se referia a notícia era o neto de Joaquim, o mesmo que ia no autocarro que se despenhou.
    
Levantou-se, preparou-se e correu para o laboratório. Quando chegou dirigiu-se para o seu gabinete e mandou chamar Viktor, um dos cientistas que partira consigo de Inglaterra para fazer história com ele. Era aquele que estava completamente focado no projecto MG, embora estivesse a par dos restantes. Era um homem do conhecimento, um homem da ciência.
    
- Podes explicar-me o que aconteceu? Ainda por cima isto chegou aos media! A última coisa que queremos são os jornais aos pés. Tenta explicar-me o que aconteceu. – Disse August, quando Viktor entrou no gabinete, sem tempo para se sentar.
   
 - Efeitos colaterais, talvez! O vapor não ressuscita ninguém, pelo menos até onde eu sei. É estranho o que aconteceu ao miúdo. – Viktor ainda se atrapalhava um pouco ao tentar falar português por isso ia alternando entre as duas línguas.
    
- O que é certo é que ele acordou no caixão quando todos o julgavam morto. Preciso de respostas e rápido! Quero análises e exames do rapaz o mais depressa possível. E o Joaquim não irá enterrar os mortos até daqui a uma semana para o caso de mais algum ressuscitar.
    
- Isso é impossível. O rapaz foi um caso isolado, um efeito colateral do vapor de veneno de cobra e crocodilo que nunca tinha acontecido em nenhum dos ratos em que experimentamos.
    
Viktor trazia consigo um envelope fechado. Segurava-o com as duas mãos. August estava tão obcecado com o que acontecera com o pequeno Miguel que não pensava noutra coisa, mas, quando reparou, rapidamente perguntou:
   
- São os resultados das análises ao sangue dos cinco sobreviventes da Situação 1?
    
- Sim, mas infelizmente não são conclusivos! Nota-se que houve alterações, mas através destas análises não podemos confirmar que ocorreram as tais. Não podemos dizer que estamos aptos a iniciar o projecto Híbrido!
    
August abriu o envelope e olhou para os resultados das análises ao sangue. Constatou que alguns dados estavam normais, mas outros apresentavam aquilo que ele queria ver.
   
 - Eles deixaram de ter colestrol ou diabetes. Têm valores nulos, tanto num caso, como no outro. Isso só pode significar uma coisa: o vapor foi para o ar antes do acidente. Significa que a Situação 1 foi parcialmente um sucesso, mesmo com tantas perdas.
    
- Pode dizer-se que sim! Mas não podemos afirmar que eles têm as mutações que queremos e, se isso não acontecer, o Projecto MG vai ser considerado um fracasso! Sem ele nunca poderemos chegar ao Projecto Híbrido.
   
 Viktor estava com menos esperanças que August em relação ao sucesso daquela experiência. Parecia ao velho homem que ele esperava outro tipo de resultados ao invés daqueles que obteu. August estava mais confiante. As pessoas não eram ratos, as mudanças podiam demorar mais a ocorrer.
   
 Quando Viktor ia preparar-se para sair, August voltou a chamá-lo.
   
 - E o projecto CM? Precisamos dele para a Situação 2!
    
- Está pronto para ir para campo, August!
    
- Óptimo! – Disse o homem com um sorriso no rosto.  


 Continua...


Vale do Fim - Capítulo 3 (Parte 2)
Por Ricardo Reis

Sem comentários:

Com tecnologia do Blogger.