Header Ads

"The Walking Dead". Final da temporada gera controvérsia


A 6ª temporada de The Walking Dead chegou ao fim na passada segunda-feira em Portugal, mas alguns fãs da série estão descontentes com o último episodio. As opinições dividem-se mas, para os guionistas, o objetivo foi conseguido. O Fantastic explica-lhe o porquê da contestação.

O guionista da série, Robert Kirkman,  revelou que este seria um "verão doloroso" e este facto acabou por se confirmar. Depois de dois episódios considerados "mornos", o derradeiro capítulo da atual temporada trouxe a emoção de volta. O texto que se segue contém spoilers.

O episódio termina com o primeiro confronto entre o grupo liderado por Rick Grimes (Andrew Lincoln) e o vilão Negan (Jeffrey Dean Morgan). Nos últimos minutos, os protagonistas são torturados psicologicamente e o episódio termina com o ataque físico a um dos elementos.

A identidade da pessoa espancada só será conhecida no dia 9 de outubro (dia 10, em Portugal), altura em que The Walking Dead regressa à televisão.

"Fazer-nos esperar pela próxima temporada é cruel e um castigo invulgar" ou "estou a tremer de frustração" foram comentários que encheram as redes sociais. O desfecho também apanhou o elenco de atores de surpresa. 

"Senti-me enjoado. Senti-me frustrado e todo esse género de coisas e é exatamente isso que também espero que o público tenha sentido", sublinhou Andrew Lincoln. Já Norman Reedus, o Daryl da história, confessa que, depois de ver este episódio, "ficou sem conseguir falar durante cerca de uma hora", considerando este final "muito, mas mesmo muito duro."

Um grupo de fãs uniu-se e lançou uma petição para que a AMC revele, antes de outubro, quem morreu no fim da temporada. "Queremos isso seja mostrado num episódio intermédio, entre a sexta e a sétima temporadas, proibido para menores e que nos mostre a morte em toda a sua glória sangrenta", diz a petição no Change.org, que contava com mais de 5000 mil assinaturas na quinta-feira, dia 7 de abril.

André Pereira

1 comentário: