Header Ads

RTP2 dedica quartas-feiras ao cinema italiano


No mês de abril, a RTP2 dedica a rubrica Tudo Menos Hollywood ao cinema italiano. Todas as quartas-feiras, a estação pública emite um filme em horário nobre. A Aldeia de Cartão, Almoço de 15 de Agosto e Minha Mãe são os títulos a serem exibidos nas próximas semanas. 


 A Aldeia de Cartão vai para o ar no dia 13, às 22h50. Este é um filme realizado por Ermanno Olmi sobre o sentido da vida, a solidariedade e a caridade.

Uma igreja. Um pároco. Uma empresa de mudanças. A igreja já não é utilizada, foram retiradas todas as decorações sacras, incluindo o grande crucifixo sobre o altar. Restam apenas os bancos num espaço vazio.

O velho padre parece não conseguir resignar-se a este destino e o sacristão apercebe-se disso. Mas, em pouco tempo, um grande grupo de clandestinos à procura de refúgio entra na igreja e, com os bancos e com os cartões, decide instalar uma pequena aldeia. O sacerdote vê a sua igreja ganhar de novo vida mas, de fora, os homens da Lei tornam-se ameaçadores.
  

No dia 20, pelas 23h00, Almoço de 15 de Agosto conta-nos a história de um feriado dedicado à família em Itália, dia 15 de agosto. Gianni é um homem de meia-idade, filho único, que vive com a mãe viúva numa velha casa no centro de Roma.

A mãe é uma aristocrata em decadência que trata o filho como se este fosse seu empregado. Gianni ocupa o seu dia a fazer-lhe as tarefas domésticas e as refeições.

Ele tem algumas dívidas e não tem vindo a pagar a renda do apartamento. O administrador, percebendo esta situação, sugere-lhe um pacto: cancelará algumas das dívidas se Gianni receber a sua mãe e a sua tia no almoço de 15 de agosto. Gianni é forçado a aceitar, ficando com a casa repleta de senhoras e encarregue de as servir.


 No dia 27 de abril, pelas 23h00, é a vez da estreia de Minha Mãe. Um filme de Nanni Moretti, que nos conta a caótica vida de Margherita, uma realizadora de sucesso que se prepara para iniciar as filmagens da sua mais recente obra, cujo protagonista é um famoso ator americano.

Paralelamente, ela enfrenta algumas angústias de ordem pessoal: a sua mãe encontra-se no hospital e a sua filha em plena crise de adolescência. O seu único apoio é o do seu irmão, com quem mantém uma relação constante e de grande proximidade.

Sem comentários